O Spawn Brasil surgiu em 2004, portanto em 2020 está fazendo 16 anos no ar. Muitas vitórias conseguimos alcançar nesta longa caminhada, graças à perseverança, comprometimento e muito esforço de todos. Mas em especial ao Leo Violador, que sempre manteve a chama infernal acesa por todos estes anos. Também precisamos lembrar dos outros membros que entraram para ajudar nesta empreitada.

A primeira geração da comunidade Spawn Brasil se iniciou ainda no Orkut, em 2004. Dois anos depois foi criado o blog Spawn Alley por Juliano Theiss. O que viria a ser o nosso site, e as redes sociais do Facebook e Instagram atuais, foram criadas primeiro por João Paulo Fonseca.

A segunda geração do Spawn Brasil começou com a migração da comunidade do Orkut para o Facebook em 2013. Passado alguns manifestos para trazer o Spawn de volta, agora já em 2018, entrou para ajudar, além do João, o amigo Wendsay. Na virada do ano de 2018 para 2019 terminamos de migrar os conteúdos das matérias do blog (que também tinha o mesmo nome) para o site que existe hoje. Fizemos as unificações de todos os nomes e passamos à atuar no WhatsApp, Facebook (fanpage e grupo) e Instagram.

A terceira geração do Spawn Brasil começou no começo de 2019, com a entrada do André Luiz “ALSO7” na criação do canal do YouTube. Ele também ajuda com o conteúdo para o site e redes sociais. Logo depois vieram outros soldados para contribuir também: Alberto “Biason-X”, Alvino “Simmons”, Henrique “Nerds da Banca”, Luis “XYZ” Kras e Professor Luis “Malebólgia” – todos ajudando escrevendo matérias para este site e por vezes com vídeos para o YouTube. Não podemos esquecer de todos vocês, fãs de Spawn, que apoiam e ajudam nossa comunidade sempre à crescer. Unidos somos mais fortes!

Linha do Tempo: 1992 – 2020

Abaixo colocamos os grandes feitos e marcos do SPAWN aqui no Brasil e um paralelo com o que vinha acontecendo no cenário norte americano.

  • 1992 – Foi onde tudo começou! Todd McFarlane lança Spawn #1 em maio nos EUA pela Image Comics, distribuído pela Malibu Comics. Dá se início a mitologia do hellspawn Al Simmons.
  • 1993 – McFarlane chamou 4 roteiristas famosos para ajudar escrever seu personagem. Foram as edições #8, #9, #10 e #11 com os roteiros de Alan Moore, Neil Gaiman, Dave Sim e Frank Miller, respectivamente. Entenda detalhes desse meandro todo clicando aqui. Alguns números posteriores, edições #16, #17 e #18, foi a vez de Grant Morrison assumir os roteiros. Na virada de ano, as edições #19 e #20 (aparição do Houdini) tiveram os roteiros escritos por Andrew Grossberg e Tom Orzechowski (que continuaram a história em outra minissérie).
  • 1994 – A revista Herói #1, Editora Sampa, anunciou pela primeira vez sobre os personagens sucessos da Image Comics, dentre eles, Spawn! A primeira vez que Spawn era citado numa publicação no Brasil.
  • 1995 – Enquanto isso eram lançadas nos EUA as edições de Spawn #27 até Spawn #39, sendo que duas edições não tiveram roteiros do Todd. A edição #37 (origem do Aberração) foi escrita por Alan Moore e a edição #38 (origem do Cy-Gor) foi escrita por Julia Simmons, a única mulher à escrever em Spawn!
  • 1996 – Finalmente chega no Brasil a edição #1 de Spawn! Lançado pela Editora Abril Jovem, editado e traduzido por Mario Luiz C. Barroso em formato americano e periodicidade mensal no mês de março.
  • 1997 – A partir da edição #18, em agosto, Spawn se tornava quinzenal! Ao mesmo tempo que nos EUA o primeiro filme do Spawn era lançado.
  • 1998 – O filme chegava no Brasil apenas em 13 de fevereiro, quando a edição #30 e #31 estavam sendo lançadas nas bancas. Aproveitando o grande sucesso da animação da HBO (que havia estreado em maio de 1997 nos EUA), em setembro a Abril Jovem lançava uma nova coleção de 12 revistas que acompanhava os episódios em formato VHS. Cada revista continha 2 histórias (compilando da #1-24), finalizando em março do ano seguinte. No final do ano, em dezembro, era lançado a edição #50 e #51, normalizando a diferença da numeração brasileira (entenda o motivo aqui) e se igualando com as publicações dos EUA.
  • 1999 – Após vários outros lançamentos de minisséries especiais (Violador, Ângela, Spawn/Batman, Feudo de Sangue), era lançada a segunda revista mensal, em março de 1999, chamada de A Maldição do Spawn. A partir de março, na revista mensal, a edição #56 volta a ser mensal. Só em dezembro, na edição #65, que voltou a ser quinzenal novamente no Brasil. Vale destacar que cerca de 14 números deixaram de ser traduzidas por Mario Barroso e foram traduzidas por outra equipe, no caso Leandro Luigi Del Manto. Enquanto isso nos EUA, a revista chegava na edição #90.
  • 2000 – A revista A Maldição do Spawn teve seu último número na 12ª edição, em fevereiro. No mesmo mês no Brasil estava sendo lançado a edição #69. Enquanto isso nos EUA, no mesmo mês, era lançada a edição Spawn #92.
  • 2001 – A edição #100 era lançada no Brasil em outubro. Neste mesmo momento, nos EUA, estavam sendo lançadas as edições #112 e #113.
  • 2002 – Neste ano, nos EUA, eram lançadas as edições de Spawn #114 até #121. Aqui no Brasil foram lançadas de Spawn #103 até #114.
  • 2003 – Nos EUA foram lançadas as edições de Spawn #122 até #131 e aqui no Brasil das edições Spawn #115 até #126.
  • 2004 – A comunidade Spawn Brasil foi criada na rede social Orkut. Nesta época estava sendo lançado no Brasil as edições Spawn #127 a #137 e nos EUA, enquanto isso, eram lançadas as edições Spawn #132 até #141.
  • 2005Fim de uma era! A fatídica edição brasileira Spawn #150 foi a última a ser lançada pela Editora Abril Jovem em dezembro. Enquanto isso nos EUA, por incrível que pareça, estava sendo lançada a edição #151!
  • 2006 – Em 26 de janeiro era criado o blog Spawn Alley. Dá-se início a era Pixel Media em abril, com a edição Spawn #151 editada e traduzida por Odair Braz Junior (sendo que Cassius Medauar entrou para ajudar a partir do número #166, e assumiu de vez na #168). Nos EUA, também em abril, a revista chegava na edição #155.
  • 2007 – Aqui no Brasil foram lançadas as edições Spawn #160 até #170. Enquanto isso nos EUA, paralelamente, eram lançadas as edições de Spawn #164 até #173. Ou seja, estávamos muitos próximos entre os lançamentos.
  • 2008 – Na edição Spawn #173 brasileira, lançada em março, foi publicada a primeira matéria assinada por Leo Violador. Outras matérias, a respeito do mito dos hellspawns, ainda foram lançadas depois, durante as edições #176, #177 e #178. Enquanto isso nos EUA, em março estava sendo lançada a edição #176. Mas, em novembro, foi determinado o fim da era Pixel. A última edição mensal (single issue) era lançada nas bancas neste formato… A revista brasileira Spawn #178 foi a última! Enquanto isso nos EUA, a edição Spawn #186 estava sendo lançada, apresentando a nova fase do Spawn, com o personagem Jim Downing.
  • 2009 a 2011 – Neste hiato de pouco mais de 3 anos foi publicado nos EUA as edições Spawn #188 até #214. O Facebook da comunidade Spawn Brasil foi criado em 30 de agosto de 2011, mas ainda a maioria dos membros estavam dispersos, em outra rede social.
  • 2012 Primeiro grande Manifesto Spawn! O encadernado Herança Maldita, compilando as edições Spawn #179 até #184, era lançado pela HQM Editora (HQ Maniacs) em agosto. Leo Violador é creditado como colaborador e escreveu um posfácio. A edição foi editada por Carlos Eduardo Alves Costa e traduzida por Artur Pescumo Tavares. Enquanto isso, neste mesmo mês, nos EUA era lançado a edição Spawn #222 (lembrando que das edições #221 até #231 foram aquelas capas homenagens).
  • 2013 a 2017 – Em setembro de 2013 a comunidade Spawn Brasil migrou do Orkut para o Facebook, e em 27 de setembro foi criado em definitivo o grupo do Facebook!
  • 2018 – Em abril foi criado o grupo do WhatsApp! O embrião do site era criado com o Blog Spawn Brasil em 24 de agosto. Já em 10 de dezembro, migramos todo o conteúdo do blog para o endereço www.SpawnBrasil.com.br, e finalmente, em 20 de dezembro deu-se início a rede social do Instagram.
  • 2019 – Um grande marco para a comunidade brasileira fãs de Spawn, pois em 18 de março foi criado o primeiro canal do YouTube especializado em Spawn! Em maio já tivemos a revelação que Spawn se tornaria um personagem jogável no game de luta Mortal Kombat 11. Aniversário de 15 anos do Spawn Brasil no mês de maio! Mais um grande marco para a nossa comunidade de fãs; o segundo Manifesto Spawn (campanha iniciada em 2018) teve retorno do próprio Todd McFarlane! Tivemos o lançamento, em junho, do encadernado de capa dura Spawn Ressurreição, publicado pela editora New Order, com tradução de Alexandre Callari (Pipoca & Nanquim), edição de Samir Naliato (Universo HQ), sendo o editor-chefe Anésio Vargas Júnior. Durante os eventos de convenção, em especial na SDCC 19 de julho, McFarlane comentou muito sobre o novo filme reboot, e declarou que uma futura série de TV e nova animação estão a caminho também. Em setembro tivemos a comemoração da 300ª edição de Spawn, além da revista que quebraria o recorde de “edição mais longeva feito por um único artista independente”. Por causa do lançamento da edição 301, em outubro, Todd McFarlane ganhou um Guinness Record!
  • 2020 – Infelizmente a pandemia da gripe chinesa, conhecida pela sigla COVID-19 (uma nova versão do coronavírus Sars-Vov-2), se alastrou pro mundo inteiro, criando uma verdadeira pandemia. Literalmente entramos em estado de quarentena e calamidade pública, sobrecarregando os hospitais. Mesmo com muita coisa ruim acontecendo, houve também o “lado bom” da coisa, como a necessidade do home office forçado, (tentativa de) melhora do ensino à distância (EAD), mais tempo para o hobbie, o reencontro do eu pessoal com a família, amigos e colegas, além de mais tempo com outras coisas. O processo de distribuição de quadrinhos foi paralisado e muita coisa ficou parada entre os meses final de abril até meio de junho. Todo mundo teve que se adaptar e hoje vivemos um “novo normal”. Ainda assim vale destacar alguns pontos; em fevereiro tivemos pela primeira vez um desenho oficial do encontro entre Spawn e Homem-Aranha, desenhado pelo próprio Todd. Em março tivemos o lançamento oficial do Spawn dentro do jogo MK11. Em abril, em meio a esta pandemia que citamos, aconteceu um feito inédito para McFarlane Toys, com o lançamento no Kickstarter (uma plataforma de financiamento coletivo) do remake da action figure Spawn I. Já aqui no Brasil tivemos o anúncio do segundo volume, dando continuidade ao que foi lançado pela New Order, o encadernado Guerra Contra Satã, com edição de Samir Naliato e tendo os membros do Spawn Brasil envolvidos como consultores. A previsão de lançamento deste segundo encadernado é para o segundo semestre de 2020.

Continue aqui com a gente, soldados do oitavo círculo! Nosso muito obrigado a todos! Nós somos todos uma legião de fãs e estamos aqui fazendo este “trabalho” (veja os nomes dos responsáveis já citados acima) divulgando o personagem no Brasil pelo carinho que temos por ele!

Vida longa ao SPAWN!

Não vamos deixar esta chama infernal se apagar, certo?!
Que venham mais 16 anos pela frente…


Siga o Spawn Brasil em nossas redes sociais:

Grupo do Facebook – https://facebook.com/groups/spawnbrasil

Fanpage – https://facebook.com/spawnbrasil

YouTube – http://youtube.com/spawnbrasiloficial

Instagram – @spawnbrasil

Deixe o seu comentário