Toda boa história tem seus bons mistérios. Algumas vezes mantê-las vivas podem ser algo muito bom, pois assim acabam rendendo mais histórias e novos mistérios ao redor do assunto, além de gerar teorias de fãs e vários comentários por aí. O único problema seria mantê-los sem solução por muito tempo, mas até aí, isso também pode ser algo bom, tudo depende do ponto de vista.

Em Spawn não é diferente! Na revista criada por Todd McFarlane com seus 30 anos de história nós tivemos alguns mistérios que, alguns ainda existem, e outros já foram solucionados.

Continue a leitura…

Jornada ao Mistério

Alguns mistérios podem acontecer por algum tipo de descuido ou falha de continuidade do roteiro – por exemplo: como a Mãe do Universo pode ter selado ambos, Deus e Satã, sendo que antes vimos na Terra o próprio Deus sendo representado na forma de uma velhinha? Preparamos uma outra matéria respondendo esta questão!

Ou então, os mistérios acabam acontecendo pois esquecem de alguns conceitos e ideias que já foram apresentados anteriormente – por exemplo: quem governa os outros círculos do inferno? o que acontece lá? o que são e de onde vieram os simbiontes parasitas que se tornam os trajes das crias do inferno (hellspawn)? Algumas destas questões a gente comenta nesta matéria especial!

Ou simplesmente fingem que algo não aconteceu – por exemplo: afinal de contas, Jessica Priest realmente matou o Al Simmons ou foi o Capela? Temos também uma matéria especial só sobre isso!

Podemos citar brevemente alguns mistérios que já foram solucionados. Como aquele da “criança prometida, que foi profetizado pelo Botas antes dele sumir e ser julgado pelos anjos, na qual depois se provou ser os gêmeos da Wanda (Jake e Kate). Alguns acreditaram que na verdade seria o jovem Spawn Christopher, mas não, pois o pequeno Chris fazia parte daquela Legião de Almas que habitava o corpo do Spawn.
Existia o mistério do desaparecimento do Al Simmons na edição #185, durante a saga Endgame (Fim de Jogo), quando foi substituído por Jim Downing. Aquilo foi uma retirada estratégica feita por ele, conforme foi revelado depois no arco Ressurreição e Guerra Contra Satã (os dois volumes trazidos pela Editora New Order, link para comprar).

Aqui, portando, fizemos uma lista para aqueles mistérios que ainda NÃO foram resolvidos:

Para onde foi Bobby?

Se lembra daquele morador do Beco dos Ratos, no Bowery, em Nova Iorque, que vivia ao lado de seu amigo Botas? Ficamos sabendo do desfecho do Botas (seu nome verdadeiro era Belazikka), que na verdade foi um anjo infiltrado para tomar conta do novo Spawn e dos assuntos terrenos. Ele foi levado para julgamento em Spawn #75. Porém, o Bobby, nunca mais vimos ou ouvimos falar dele após sua (triste) entrevista que fez na edição Spawn #87. Cadê ele? Por onde andas?

O que aconteceu com o traje de Billy Kincaid?

Se lembra que ele morreu em Spawn #5 e recebeu o uniforme K3-Myrlu das mãos do Vindicador (um dos Irmãos Flebíacos), lá em Spawn #8? Depois disso ele ainda retornou em algumas outras edições, mas não como uma Cria do Inferno, mas como um tipo de assombração. Mais recentemente, no novo título King Spawn, ele retornou, mas cadê o uniforme que ele havia recebido? Como e quando ele conseguiu se livrar do traje?

Existe uma hierarquia nos tipos de uniformes simbiontes dos Spawns?

Se lembra do nome do traje do Spawn Al Simmons? Sim, já comentamos sobre isto nesta matéria. Pois como já comentamos acima, que o nome do traje de Billy Kincaid se chamava K3-Myrlu, ao que tudo indica o nome K7-Leetha parece que mostra uma certa hierarquia, afinal vamos de K3 para K7 (conforme vimos na minissérie Feudo de Sangue). Mas, tudo isso não passa de uma teoria nossa (muito bem embasada) e que a revista nunca explicou de fato. Eis uma oportunidade para explorarem este assunto, já que estamos tendo tantos novos Spawns aparecendo recentemente por causa da expansão do Universo de Spawn. Será que existe ou não um nível hierárquico dos trajes simbiontes? As filhas da casa de K? Quem são estes simbiontes? Onde vivem? Eis o mistério…

Por que as mulheres do céu sumiram?

Se lembra que em Spawn #100 a Ângela morreu e o Céu recebeu seu corpo? Depois em Spawn #154 vimos a Zera – uma das melhores guerreiras serafins escolhidas por Deus – que também possuía aparência feminina. E ainda houve uma anja (que se dizia ser companheira do Redentor) que foi morta pelo Violador em Spawn #191. Após isso não ficamos sabendo mais de anjos femininos no paraíso, apenas masculinos – pelo menos na aparência. Mas por que esta mudança?

Claro que desde sempre tivemos figuras masculinas ao lado das femininas, como Abdiel, Charion e Abel (da angélico-orbital), até mesmo a classe de guerreiro do tipo Redentor, porém mesmo assim, percebemos que nunca houve uma explicação na revista sobre uma hierarquia de “guerreiras femininas” e “masculinas”. Não estamos criticando a mudança, mas apenas que não sabemos da desistência em mostrar para onde foram todas as demais guerreiras femininas, sendo que a lista é grande: Lilith, Kuan Yin, Anahita, Tiffnay, Celestine, Immaculata, Mercy, e outras… Para onde elas foram?

Por onde anda a Sutura?

Se lembra da trágica história desta personagem? Bom, caso negativo, sugerimos você dar uma olhadinha nesta outra matéria que escrevemos aqui no site comentando das principais personagens femininas que aparecem em Spawn. Pois bem, desde sua primeira e última aparição dentro da revista A Maldição do Spawn (Curse of Spawn) nunca mais ouvimos falar da Sutura. Por onde ela anda? Assim como as personagens femininas do céu (que comentamos no parágrafo) estão retornando aos poucos – como visto na primeira edição de Gunslinger (Pistoleiro) – eis a pergunta final: por que também não trazê-la de volta?

Por que o contador de energia do Spawn está aumentando ao invés de diminuir?

Se lembra que o contador de energia (ou relógio de energia) era o limitador de gasto dos poderes que um Spawn poderia usar? Começava com 9.9.9.9 e quando chegasse em 0.0.0.0 ele retornaria para o inferno. Desde a edição Spawn #300 vemos este contador de energia aumentar os números, de pouquinho em pouquinho (até a edição #322 a carga está em 1.9.7.4). Como se estivesse recuperando as energias… A versão clássica do contador havia sumido da história desde Spawn #55 (com a carga em 6.7.1.2), mas durante o arco do Armagedom ele reapareceu e foi zerado por completo, em Spawn #160! Após o evento da Luz Branca – onde Spawn reconstrói o mundo inteiro – o contador foi deixado de lado de novo, voltando a aparecer após a edição #300. Por que ele está aumentando?

Cadê a Cyan?

Se lembra que ela é a filha de Terry Fitzgerald com a Wanda, certo? Ela protagonizou muitas boas histórias, algumas delas já relembramos aqui nesta outra matéria. Após saga do Armagedom, na edição Spawn #184 vemos uma Cyan idosa, bem velha, escrevendo um diário, um livro, contando a história final do Spawn. Mas, mesmo depois disto, na qual seria seu possível futuro, ela foi protagonista de uma saga chamada Horror Sombrio (Dark Horror), que se iniciou em Spawn #276 e terminou em Spawn #283. Esta foi a última vez que vimos a já crescida Cyan. Foi quando Al Simmons pediu para que ela se escondesse dos “inimigos” do Spawn (o céu e o inferno), e então nunca mais ela voltou aparecer. O que será que aconteceu com ela e seus dois irmãos, Jake e Kate?

O que aconteceu com o personagem Raptor?

Ele apareceu nas histórias de Spawn #306 e #307, mostrando uma linha do tempo alternativa (ou não?) do futuro da Terra… Spawn é jogado para esta realidade e descobre este novo personagem, porém, após o confronto ele até agora continuou um grande mistério, até agora não voltou aparecer. Por onde andas?

Quem é você, Cogliostro?

Como ele conseguiu se libertar da maldição? Como se livrou do uniforme simbionte? Como permanece vivo por tantos séculos? Ele foi realmente o primeiro Spawn, por ter sido Cain o primeiro assassino do mundo? O que realmente está tramando afinal de contas? Como podemos ver são inúmeras respostas que ainda não temos uma resposta real dentro da história da revista. O que temos são apenas teorias dos fãs, umas explicações aqui e ali, mas ainda sim ele é o personagem com mais mistérios. Talvez, assim como existe os personagens Coringa na DC ou o Wolverine na Marvel, precisaremos ter um personagem assim na Image (no Universo de Spawn).

Quem foi o primeiro Spawn?

Se lembra que o Cogliostro relevou para o Spawn na edição #77 que ele foi o primeiro assassino, que ele foi Cain, aquele que matou o Abel (filhos de Adão e Eva). Mais a frente a Ângela revelou a existência de um Spawn Neandertal (como já explicamos nesta matéria sobre a mitologia do personagem). Já na edição de Spawn #291 fomos apresentado literalmente ao Primeiro Spawn. Uma força combinada entre o Céu e o Inferno, como uma arma mesmo. Mas ainda ficou sem uma explicação final sobre o assunto. Pois se houve um “Primeiro Spawn”, não necessariamente Cain/Cogliostro foi o primeiro assassino ou o Neandertal foi o primeiro ser vivo antes do Homo Sapiens. Continua um mistério…

Cadê os outros governantes dos círculos do inferno?

Se lembra de Malebólgia, certo? O arconte demoníaco que governava o 8 º Círculo. Ele matou o antigo governante e tomou posse deste círculo, que já sabemos que não é o último. Aliás, sabemos que foi livremente inspirado na obra de Dante Alighieri (A Divina Comédia). Porém, na primeira edição de Curse of Spawn (inédito no Brasil), nesta história somos apresentados ao arconte que governa o 12º Círculo do Inferno, o demônio chamado Flegetoniare (que vem de Phlegethonyarre, no original). Mas, quem são os outros? Quantos níveis existem? Fica o mistério no ar (ou melhor, no inferno)…

Quando veremos Urizen de novo?

Se lembra que ele deu trabalho para o Spawn? A saga de Urizen é dita como uma das mais legais, pena que foi muito rápido. Compreende apenas as últimas edições antes da centésima e icônica edição de Spawn. O personagem saiu diretamente dos contos de William Blake, e sempre foi retratado como um grande sombra negra. Ele é um ser que era proibido de ser invocado, tanto pelo céu quanto pelo inferno, mas os demônios Ab e Zab a mando de Malebólgia acabou invocando o bicho em Spawn #95. Este monstro, podemos chamar assim, empalou o Spawn e praticamente só sobreviveu por causa do auxílio da guerreira Ângela. Eles não conseguiram matar Urizen, ele apenas foi devolvido para as profundezas da Terra. E a pergunta que fica é esta… Quando ele voltará?

Afinal quem são Spawn Ômega e Praga Spawn?

Se lembra de quando o Al Simmons se retirou da Terra e deu lugar ao Jim Downing? Huuumm… Talvez sim, talvez não, pois esta história ainda está inédita, mas quem acompanha o nosso canal no YouTube ou leem nossos textos aqui do site sabe que isto aconteceu durante a fase do Endgame – e também porque já citamos no início desta matéria!

Então, logo depois disto apareceu uma versão “corrompida” se dizendo ser Al Simmons e querendo dominar o mundo inteiro. Houve até uma minissérie da Image Comics, chamada Image United (também inédita no Brasil), onde outros personagens da casa apareceram para combater esta ameaça, criando assim um grande crossover, na qual já temos uma matéria falando desta e outros encontros, basta conferir aqui.

Depois de Urizen, talvez o Spawn Ômega seja um dos inimigos que mais deu trabalho para o Spawn derrotar, por causa do nível de poder absurdo que ele possui. Ué? Um Spawn querendo derrotar Al Simmons? Calma… Vamos explicar isso agora, bem brevemente:

O Al Simmons acabou criando uma nova classe superior de cria do inferno, um tipo de criatura chamada Spawn Ômega, por causa do nível supremo de energia negativa que ele conseguiu gerar após o desfecho deste “sumiço” dele (não vamos contar detalhes para não estragar a surpresa de quem ainda não leu). Então, coube ao Jim Downing, que era o Spawn do momento, tentar enfrentá-lo! Acontece que, após eles “darem um jeito” no Ômega (não vamos contar aqui como foi que aconteceu, é melhor você mesmo ler Spawn #200 e a minissérie Image United) ele nunca mais apareceu até então… Recentemente, após o número Spawn #310, um novo Spawn Ômega surgiu! Pensamos que seria a volta do clássico, mas ao que tudo indica ele não é o mesmo Spawn Ômega anterior. E a revista não faz menção alguma à algum encontro anterior que supostamente teriam presenciado (afinal, o próprio Al era o Ômega). Quando será que vão solucionar este mistério? Não sabemos… A mesma coisa aconteceu com a estranha aparição de um novo tipo de Spawn, chamada apenas de “Praga”, ou Plague Spawn no original. Ele surgiu no mesmo arco de história deste novo Spawn Ômega, mas ainda não deram nenhuma explicação do que ele realmente é…

Então, ficam todos estes mistérios no ar, caro soldado do oitavo círculo…

Será que esquecemos de algum mistério?!
A medida que forem solucionados ou novos aparecerem, vamos atualizar esta matéria.


Siga o Spawn Brasil em nossas redes sociais:

Grupo do Facebook – Facebook.com/groups/spawnbrasil

Fanpage – Facebook.com/spawnbrasil

YouTube – Youtube.com/SpawnBrasilOficial

Instagram – @spawnbrasil

Deixe o seu comentário