Mais informações sobre “Spawn’s Universe”

Todd McFarlane releva detalhe sobre nova HQ

0
613

Segundo Todd McFarlane, 2021 será o Ano do Spawn já que ele está preparando o terreno para a expansão de sua linha de HQs relacionadas ao personagem. Chamado de Universo Spawn, esta linha irá trazer histórias paralelas sobre Spawn e diversos outros personagens interligados, criando assim um universo próprio dentro da Image já que ideia de universo compartilhado com outros heróis nunca seguiu em diante devido à saída dos demais fundadores da editora.

Em entrevista por telefone ao site SyFy Wire McFarlane deu alguns detalhes a mais sobre como será este universo expandido e também sobre Spawn’s Universe, edição especial que chegará em junho com diversas capas variantes e que abrirá as portas para os demais títulos.

“Eu queria ter algumas capas que mostrassem alguns dos melhores artistas do universo”, diz McFarlane. “J. Scott Campbell está fazendo um trabalho incrível em suas capas variantes apresentando cada personagem. Mas se você vai ter a palavra ‘Universo’ na revista, então eu precisava de alguns deles para, pelo menos, provocar este tipo de insinuação. A capa de Brett Booth faz isso perfeitamente.”

Capa variante de Spawn’s Universe #1. Arte de Brett Booph e Todd McFarlane

Segundo informações, o especial trará cada capítulo desenhado e escrito por uma equipe diferente. Brett Booph (Backlash) será responsável pela arte da história do Spawn Pistoleiro. Stephen Segovia (Hellions, X-Force) ficará responsável pela arte do capítulo do Spawn Medieval e o brasileiro Márcio Takara (Nightwing, Green Arrow) desenhará a história da Mulher-Spawn. Já Todd McFarlane escreverá a história principal que trará o Spawn Al Simmons cuja arte será de Jim Cheung (Avengers: The Chidren’s Crusade, Infinity).

Sobre as demais capas variantes, a informação é que J. Scott Campbell (Danger Girl) fará quatro capas diferentes, uma para cada personagem da edição. Além disso, o próprio Todd McFarlane também fará sua própria capa. “Sim, claro. Esse cara não é ruim“, ele brinca. “Além disso, ele trabalhou bem barato.

McFarlane também fala sobre a mudança que teve que fazer em abrir mão do controle total sobre o seu personagem já que é algo que tem feito há quase 30 anos, mas com a expansão do universo seria inviável ele poder acompanhar o dia a dia, não só da revista principal e de Spawn’s Universe, mas também dos próximos títulos que serão lançados este ano: King Spawn, Gunslinger Spawn e The Scorched.

Tento dar o máximo de liberdade para quase todos os artistas com quem trabalho, não apenas para grandes nomes como Jeff [Scott Campbell], porque espero que quanto mais eles se colocam na página, mais os leitores apreciarão “, diz McFarlane, que agora se considera mais um showrunner.

Arte de Jim Cheung para Spawn’s Universe #1

Um dos problemas que McFarlane está enfrentando é o fato de que alguns de seus artistas cresceram lendo Spawn, o que torna grande responsabilidade trabalhar no título já que também querem agradar o criador e ídolo. O fundador da Image diz que, ao contrário de reverenciá-lo, ele os incentiva a buscar coisas novas e diferentes: “Acho que eles dão um pouco mais de reverência do que precisam. Eu não quero isso, quero que eles simplesmente fiquem loucos. Acho que muitos deles vão dizer, ‘Oh, OK, estou voltando ao Spawn clássico e às cinco primeiras edições, e vou dar ao Todd o Spawn com o ar de super-herói perfeito.’ E eu continuo tentando afastá-los desta ideia, ao ponto de começar a enviar fotos de referência não só de Spawn, mas de outras imagens legais e dizer a eles para usarem isso como ideias.”

Um ponto interessante que McFarlane ressalta para os jovens artistas é abusar de um elemento que é a marca registrada de Spawn: a capa. Segundo ele, esta parte do seu visual deve ser explorada o máximo possível. “É estranho; ele tem uma capa e muitas pessoas não a usam como elemento de design”, diz McFarlane. “É uma coisa estranha para mim.”

Capa A de Spawn’s Universe #1. Arte de J. Scott Cambpell

McFarlane se mostra empolgado sobre o lançamento do seu próprio universo de personagens. Durante o seu painel na Wonder Con semana passada ele falou sobre como ele visualiza um mundo totalmente formado que não gira necessariamente em torno de seu Hellspawn incrivelmente popular que ele criou em 1992. “Estou muito animado agora. Esperançosamente posso entregar alguma emoção a todos com este novo universo.”

Spawn’s Universe chega às lojas americanas no dia 30 de junho contendo 52 páginas e custando US$ 5,99.


Siga o Spawn Brasil em nossas redes sociais:

Grupo do Facebook – https://facebook.com/groups/spawnbrasil

Fanpage – https://facebook.com/spawnbrasil

YouTube – http://youtube.com/spawnbrasiloficial

Instagram – @spawnbrasil

Orkut  https://orkut.br.com/MainCommunity?cmm=70098

Deixe o seu comentário